Skip to main content
  • A Greenvolt Next Portugal, do Grupo Greenvolt, associa-se à Hychem com vista na instalação de uma Unidade de Produção para Autoconsumo (UPAC) no ALGATEC Eco Business Park, na Póvoa de Santa Iria.
  • Instalação já concluída de 4600 painéis solares fotovoltaicos, com uma capacidade total de 2 MW, na maior plataforma de produção de microalgas da Europa.
  • Produção anual de 3372 MWh permitirá reduzir ainda mais as emissões de CO2 do site industrial da Póvoa de Santa Iria.

O Grupo Greenvolt prossegue a estratégia de crescimento na Geração Distribuída de energia renovável com uma nova Unidade de Produção para Autoconsumo (UPAC) no ALGATEC Eco Business Park, na Póvoa de Santa Iria (Vila Franca de Xira). Através da Greenvolt Next Portugal, instalou mais de 4600 painéis solares fotovoltaicos naquele parque empresarial, que acolhe projetos inovadores na área das biotecnologias.

Esta UPAC, já totalmente implementada, tem uma capacidade de produção de energia de cerca de 2 MW (2.070 kWp), permitindo a geração de 3.372 MWh anuais a partir da irradiação solar. A energia gerada permitirá à Hychem a redução de consumo energético da rede, assim como, reforçar o seu compromisso ambiental, bem como de todos os projetos em desenvolvimento nesta plataforma industrial, onde se inclui, além da produção de Clorato e Hidrogénio, a produção de microalgas naquela que é a maior unidade de produção de microalgas da Europa, num processo de economia circular.

Com este projeto, a Greenvolt Next Portugal conseguiu dar resposta a uma necessidade do site industrial da Póvoa de Santa Iria: proporcionar o acesso a energia renovável aos projetos inovadores desenvolvidos nesta localização, nomeadamente à plataforma de produção de microalgas, mas também a um consumidor eletrointensivo como a Hychem“, refere Pedro Lavareda de Carvalho, managing partner da Greenvolt Next Portugal. “É um passo importante para o nosso cliente, mas também para nós, pelo reconhecimento da nossa capacidade de desenvolvimento e entrega de soluções amigas do ambiente“, acrescenta.

Através destes painéis solares, o ALGATEC, projeto co-promovido pela A4F, pela Green Aqua e pela HyChem, diminuirá ainda mais o seu impacto ambiental, e dos projetos ali instalados, estando estimado que se evite a emissão de 1617 toneladas de CO2 por ano.

“Com este investimento, reduzimos a dependência energética e descarbonizamos a atividade do nosso grupo de empresas e projetos aqui associados, que aliam a inovação à sustentabilidade“, salienta Manuel Gil Antunes, Administrador-Delegado da Hychem. “Falamos de projetos inovadores da bioeconomia e da indústria do Hidrogénio verde, que desejamos sustentados em fontes renováveis de energia“, acrescenta.

O conceito ALGATEC nasce da reconversão de uma área de 14 hectares de reservas de salmoura desativadas, pertencentes à Hychem (antiga Solvay Portugal) para a produção de microalgas, preservando o ecossistema e tirando partido de infraestruturas industriais da Hychem. Propõe-se apoiar empreendedores e investidores no setor das algas e microalgas, tanto na produção à escala industrial como no desenvolvimento de novos produtos à base de algas.

O maior projeto industrial localizado no Eco Business Park é o BIOFAT.PT, promovido pela Green Aqua numa área de 10 hectares. Tem por objetivo produzir 270 toneladas de microalgas por ano destinadas à extração de um óleo rico em Ómega-3 e uma proteína de alta qualidade para suplementos alimentares.

Leave a Reply